Eu sou louco!

Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças! (este blog está registado sob o nº 7675/2005 na IGAC - Inspecção Geral das Actividades Culturais)

A minha fotografia
Nome:
Localização: Maia, Porto, Portugal

domingo, Março 20, 2005

A miscegenação

Ao longo da história, a mistura de raças tem sido uma constante. Certamente com perídos ou regiões em que foi mais intensa do que noutros.
Neste pequeno país no extremo sudoeste da Europa, e na sequência de invasões e ocupações mais ou menos prolongadas, cá estiveram os loiros celtas (parece que os primeiros a misturarem-se com os autóctones íberos), os fenícios, os gregos, os cartagineses, os romanos, os vândalos, os suevos, os alanos e, the last but not the least, os árabes. Se calhar outros por cá assentaram arraiais mas, como não sou expert na matéria, quem o for que me esclareça (muito obrigado, desde já). Em tempos posteriores, cá estiveram franceses e ingleses. Estes não foram muito numerosos mas eram de fina estirpe e deixaram marcas bem profundas que ainda hoje são notórias.
Vem isto a propósito do que acontece actualmente em Portugal.
Estamos perante uma fase de intensa imigração: chineses (macaístas e não macaístas), ucranianos, russos, romenos, angolanos, moçambicanos, guineenses, santomenses, caboverdianos e brasileiros são, se não esqueci nenhum povo com presença significativa, os mais representativos. E não esqueçamos que, entre os africanos, há etnias bem diferenciadas.
Estamos portanto em condições de, por miscegenação (eu sei que é um palavrão, por isso tive o cuidado de consultar o pai dos burros, vulgo dicionário, para ter a certeza de como se escrevia) vermos no futuro surgir alterações físicas e temperamentais no português típico.
Será desta que veremos o negro de cabeleira loira e o branco de carapinha de que falava o velho spot publicitário?
Em contraponto, não quero deixar de referir o forte contributo que demos para o cruzamento de raças no exterior, nomeadamente no período das descobertas e da colonização, e posteriormente nas fases emigratórias do sec. XX. América do Norte, Brasil, Venezuela, Africa do Sul, França e Alemanha, sobretudo.
E sempre nos demos bem a fazer cruzamentos.
Não nos envergonhavamos disso.
Não foi por acaso que o grande Jorge Amado disse que a maior criação dos portugueses ao longo da história tinha sido a mulata!
(curioso...ele falou em mulata e não em mulato...será machismo?)

Nota: Não vou abordar agora a questão da mudança das características do português médio por efeito da nascente engenharia genética. Ainda é cedo para falar nisso. Mas que vai ser do caraças, lá isso vai!

14 Comments:

Anonymous Andréa said...

Amei seu texto... Adoro a maneira q vc escreve, eu já te disse isso!!! Por isso vou continuar a fazer propaganda do seu blog! ;)

E outra... não é q seja machismo.. ele apenas (dependendo do contexto do texto) ele quis dizer pela miscegenação.. mas naum sei.. naum tô lembrada desse texto!!!
Bjusssss

9:59 da tarde  
Blogger Viuva Negra said...

ola , obrigada pela visita ao viuva negra .. o seu texto esta girissimo

12:20 da tarde  
Blogger Selma said...

Gostei muito da forma como abordaste esta questão. Cada vez mais mais vivemos num país multicutural e o crescimento/ mistura dessas culturas colocam-nos sempre novas e importantes questões.

8:34 da tarde  
Blogger Maria Odila said...

Essas misturas saem-se sempre saborosas.
beijos de bom feriado
Maria Odila

9:44 da manhã  
Blogger Malae said...

Excelente o texto... e o que me deixa mais preocupada é que cada vez menos se tem a noção desta questão! será que ninguem se preocupa com o facto de portugal ser o quarto país mais xenofobo da europa?! beijinhos, amigo António, e boa páscoa. Malae*************

6:29 da tarde  
Blogger Karamelisses said...

Eu acho muita piada a esta miscelânea de culturas, tenho pena é que não seja aproveitada da melhor forma... A meu ver poderia ser aproveitada para uma meticulosa "troca" cultural de proveito para todos nós... mas infelizmente, devido à famosa xenofobia que existe na mentalidade da maioria dos portugueses, esta variedade cultural está a ser preconceituosamente menosprezada...

Um beijinho grande para todos

12:13 da tarde  
Blogger SereiaPerdida said...

Eu não acho mal essa mistura de culturas ;) Belo texto.

2:53 da tarde  
Blogger Caiê said...

A miscigenação é uma realidade, amigo. Na minha família, somos de diferentes nacionalidades, continentes e religiões. Nem lhe falo de tradições e essa coisa de corzinhas...
O quebra-cabeças que é para algumas cabecinhas que se dizem "open-minded" entender isso... nem queira saber! Parabéns por abordar o tema.

10:57 da tarde  
Anonymous tbonito said...

Sempre achei que na variedade está a qualidade...
verifiquei com alguma perplexidade e surpresa que utilizas o mesmo termo que eu para dicionário... ah ah ah. Nunca tinha ouvido esse termo a mais ninguém para além de mim. Pai que eu consulto com assiduidade, pois sou uma boa filha!!! ah ah ah
jokinhas

2:55 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you!
»

9:54 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Wonderful and informative web site.I used information from that site its great.
Mothers sexy legs Kellogg chevrolet and honda Suzuki auto part isuzu souma shrine Company consolidation dc debt 1994 isuzu amigo modifications San francisco vacation package boat loan order zithromax one gram single dose Price valve job isuzu trooper Big piercing penis Lastest isuzu in japan best buy car alarm isuzu amigo parts accessory Facelift accupressure Unlimited phentermine Linkin park backpacks

11:57 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

ADORO MINHA COR SOU MORENA E UMA MISTURA BEM LEGAL
aqui no Rio Grande Sul
tem miscegenação de EUROPEUS
minhas filhas nao sairam morena sairam loiras de cabelos claro e olhos claros
eu estudei historia na PUCRS
VC E OTIMO ESCRITOR
meu professor ja me pergutavam pq

morena com traços de branco
ate colegas paulista achavam q eu era de sp mas sou bem Gaucha !bjs

pq puxei minha vó paterna q era morena minha mae era muito branca meu pai moreno meus irmãos um de cada cor sou a mais morena

8:22 da tarde  
Blogger António said...

Em suma:
és um exemplo vivo da miscegenação...
Obrigado por teres comentado.
Beijinhos

8:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

So para acrescentar, na Africa do Sul nao houve miscegenacao, houve o Apharteid que significa divisao de etnias. A mistura aconteceu nos paises que falam o portugues. Vale lembrar que o objectivo da miscegenacao am Africa era de criar uma raca que odiasse e controlasse o nativo africano. Se reparar no Brazil, e paises africanos que falam portugues ha um odio enraizado entre os nativos(e seus descendentes) e os mulatos. Portanto, a mistura seja la entre que etnias, so cria conflios sociais nos paises.

2:28 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home