Eu sou louco!

Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças! (este blog está registado sob o nº 7675/2005 na IGAC - Inspecção Geral das Actividades Culturais)

A minha fotografia
Nome:
Localização: Maia, Porto, Portugal

domingo, outubro 09, 2005

Sapatos nos meus pés

Quis o Destino, a Providência, a Natureza ou os cromossomas dos meus antepassados, que a minha anatomia fosse dotada de dois belos pés, de tamanho pequeno, sem calosidades nem unhas encravadas.
Apesar do seu tamanho, estão aptos a pisar ou pontapear os meus inimigos, desde que estes sejam raquíticos e enfezados e não praticantes de boxe, halterofilismo, râguebi, judo e outras artes marciais. Se forem desses tipos mais corpulentos e atléticos, prefiro poupar os pezinhos ao desagradável contacto com brutamontes e mandar uns calhaus de longe. E não me venham dizer que é cobardia porque já o famoso, cantado e recantado rei David, quando jovem, utilizou essa nobre táctica guerreira para desfeitear o calmeirão do Golias.
Mas, e deixando-me de divagações bíblicas, voltemos aos meus calcantes.
Como não há bela sem senão, os meus pés de príncipe encantado tem duas facetas menos simpáticas.
Uma delas é a de terem a forma de barbatana.
Podereis dizer com toda a oportunidade: “Mas então tu deves ser um grande nadador!”.
Mas não sou, não senhor!
Nem jamais tive grande queda para esta (e outras) prática desportiva. Sempre preferi ser um desportista de bancada e, agora, de sofá.
A outra é a de serem dotados de dois lindos e redondinhos joanetes que lhe dão um aspecto encantatório mas, por vezes, pouco prático.
Pois o que acontece é que quando vou comprar sapatos, normalmente com o número 39, e tendo o hábito, já com décadas, de usar esse importante adereço corporal com pala e sem cordões (ou atacadores, como também se diz na minha terra), acabo por adquirir sempre um par que fica muito elegantemente justo ao pé.
Ora aqui é que a porca torce o rabo!
Quando vou usar o material pela primeira vez, ao fim de poucos minutos sinto-me na pele daquelas meninas japonesas de que já ouviram com certeza falar e que sofriam horrores para manter os pezinhos do tamanho com que nasceram.
E então começa a saga da adaptação dos simpáticos terminais dos membros inferiores aos seus novos invólucros.
Desde dar-lhes (aos sapatos, bem entendido) umas valentes pisadelas e torções, a besuntar os pés com creme Nívea (passe a publicidade) e calçá-los sem peúgas para andar por casa, a friccioná-los interiormente com álcool etílico (se usasse do desnaturado poderiam ficar venenosos), a usá-los para ir à rua andar 100 m e depois voltar, tudo tenho experimentado.
Mas o resultado é invariavelmente o mesmo. Só ao fim de 1 ou 2 anos é que consigo ter os sapatos suportáveis. Claro que nessa altura já não estão propriamente na moda, mas como sou uma pessoa modesta, quero que os modernismos se lixem!
Contudo, ao fim de 5 anos e outras tantas idas ao sapateiro remendão para pôr umas meias solas, é que o sapatinho assenta como uma luva. É o meu modelo favorito, o sapato-luva.
E quando, já velhinhos e sem conserto tenho de os mandar para o lixo, sinto uma tristeza de me virem as lágrimas aos olhos. Mas dizem-me que parece mal eu andar com os sapatos todos abertos dos lados (sinceramente eu acho que até é mais saudável porque o pé respira muito melhor) e mais isto e mais aquilo, e como eu sou pacifista e não quero guerras de alecrim e manjerona, lá me despeço dos velhos amigos que me deixam triste e com uma saudade infinda.
Agora pergunto:
Se isto acontece comigo que tenho uns pés delicados e belos, o que não sofrerão os desgraçados que tem umas patorras disformes e tortas como um ramo de árvore?
Pobres coitados!

59 Comments:

Blogger Leonoretta said...

percebo o que queres dizer quanto ao modelo sapatos luva. nao sofrendo dos pormenores físicos que apontas às tuas extremidades inferiores também não gosto das primeiras impressões que qualquer sapato ou bota me provoca pela primeira vez. dai usar ter um par de sapatos so para usar nos casamentos. apareço sempre com o mesmo par nas fotografias, mas como dizes, quero que se lixe.

abraço da leonor

4:09 da tarde  
Blogger Su said...

gostei deste teu texto sobre teus lindos pezinhos e os tão amados sapatos usados, que como o dizes são sapatos-luva...rsrsrs:)))
mas lindo existem mesmo sapatos de pele de luva, existem sapatos ortopedicos, cada vez mais adaptaveis a todo o tipo de pezitos, assim sendo antes de chorar de dor qd os compras e p~es nos pés, (coisa q eu não faria por muito q amasse uns sapatinhos, para mim basta estar mal com os sapatos para ficar irritada comigo mesma), tenta experimentar os tais luvas, os tais q te farão andar nas nuvens....
opsss por momentos achei que estava numa sapataria e que te estava a convencer q os melhores são estes...:)))))))
jocas maradas

4:42 da tarde  
Blogger sonamaia said...

Sugiro que comeces a usar pantufas!! Em casa podes usar aquelas em forma de animal: são fofinhas, confortáveis e dao estabilidade... Já para a rua e trabalho sempre podes optar por umas mais tradicionais, de cor neutra para ligarem bem com toda a roupa. Assim, podes ter a certeza que os teus joanetes se remetem ao silêncio e os teus delicados pés param de protestar...
Só tu para teres estas ideias!!! Mas concordo contigo, comparavel a 1 dor de pés só 1 dor de dentes...E já agora por que nao andas descalço?? Já viste a pipa de massa que poupavas e podia ser que a moda pegasse... Há por aí muito boa gente com os pés apertados e não só!!
Beijinhos e continua

5:08 da tarde  
Blogger Bárbara Vale-Frias said...

António, fiquei sem saber se este post é ficção ou realidade ;)

Hummm... eu cá tenho um fetiche por pés, sabes? ;) Adoro massagar pés e adoro que massagem os meus... até de cócegas eu gosto, imagina!

Agora, também tenho um grande problema com os meus... são lindinhos, magros, elegantes... só que têm o azar de ter uma dona esquisita que primeiro que encontre o modelo que gosta, dá a volta à cidade! Não sei porquê, mas sempre tive dificuldade em comprar sapatos... sandálias e botas, não. É fácil derreter-me por ambas... mas sapatos!!!!!!

No Sábado fui com minha Mãe a Lisboa, entrei em todas as lojas da Baixa e... nada! Looool Já estou habituada ;)

Bjs

5:57 da tarde  
Blogger SaltaPocinhas said...

tb adoro os meus sapatos velhinhos e detesto ter de comprar novos!

6:42 da tarde  
Blogger pachita said...

Belo post, António. Outra coisa não seria de esperar. :)

Quanto aos pés, adoro pés, ver pés de homens, de mulheres (bem tratados, claro!) e dou imensa importância aos mesmos. Nisso sou igualzinha à Cokas (kida!). Pelo-me por massagens nos pés! E adoro sapatos, sandálias, botas, de salto alto, de salto raso, tudo! Mas, infelizmente, ainda não tive 'tempo' para comprar uns Manolo Blanick.

Por falar em sapatos, há uns anos atrás estive em Roma no Natal. E estive quase, quase para comprar umas sandálias da Prada. Caríssimas, mas lindas. O que me safou foi a presença de espírito...

7:29 da tarde  
Blogger António said...

Para "sonamaia":
Agradeço o teu comentário e os teus conselhos.
Acho que vou começar a andar descalço.
Assim, além de ficar definitivamente confortável, toda a gente pode admirar a beleza dos meus pés!
Jinhos

9:15 da tarde  
Blogger I said...

António deve ser muito gratificante ter pés bonitos. Que pena os joanetes! Porque não os remove? É uma cirurgia simples e com 99,999% de garantia de sucesso.Claro que, durante cerca de 15 dias não poderá ir à masmorra ...terá que ficar a fazer o seu desporto preferido :sentado (ou deitado )no sofá !!
Mas há sempre outras soluções: há uma imensa panóplia de produtos para os joanetes.O dr School desenvolveu uns pensos de silicone que "se encontram à venda em todas as farmácias"!E há também uma marca de sapatos muito confortáveis, ainda que mais caros que a média.
E já que falo em médias , vem a talhe de foice, a consideração que faz a pro´pósito das mesmas :"Têem muito que se lhes diga"...se têem! é das medidas em que menos acredito, senão repare: se colocar os pés (já que o post é sobre pés...)no congelador e a sua cabeça no forno e , em seguida, calcular a temperatura média a que se encontra provavelmente, quem estiver de fora, achará que está muito confortável. Assim ficamos nós suspensos nos índices disto e daquilo, nas médias, nos rácios, etc, etc, etv, que nos alcandoram a um 30º lugar , entre 200. Mas, como o António diz e eu concordo, isso não nos serve de consolo pois sentimos na pele, e cada vez mais, o que custa ter "a cabeça no forno" e "os pés no congelador"...Bem...agora que terminei o meu comentário vou ali tomar a minha colher de lítio a ver se me animo! Um abraço amigo

10:52 da tarde  
Blogger I said...

o lítio põe as pessoas estupidamente felizes.É assim como se fosse inconsciência vendida em frasquinhos.E vende-se na farmácia (ao lado do escaparate do dr. Scholl...)

11:58 da tarde  
Blogger margusta said...

Uau...post novo
Volto amanhã para te ler com atenção.
Beijinhos.

12:44 da manhã  
Anonymous Perfect Woman said...

Boas noites, então estamos aqui com o velho problema da "ai que saudade que eu tinha da minha velha casinha"... pois é comigo para não fugir á regra também tenho muito "apego" pelas peças de vestuário que me dão conforto.

E por norma, elas ficam impecáveis com o decorrer do uso, e isto não se aplica só aos sapatos, por exemplo tu não sabes o que isso é mas o «soutien», ora aí está, fazes ideia como um soutien devidamente (des)formado ao nosso peito nos dá conforto?? Nã nã fazes, mas imagina uns sapatinhos a encaixar na perfeição nos teus pezinhos, a coisa é sensivelmente a mesma... o conforto acima de tudo e quando eles ficam "au point" vai que, a rendinha já tá toda gasta e a alcinha começa a perder a força também... é de cortar o coração... mas o que fazer!!!


Jinhos e boa semana

1:19 da manhã  
Blogger nelsonmateus said...

aie! aie! aie! antónio, por faaavor!
nã te descalças agora, por faaaavor!

1:31 da manhã  
Blogger Vampirella said...

Vou aproveitar que a sala está cheia para me exibir e me chamarem de convencida: TENHO UNS PÉS TÃO PERFEITOS E LINDOS!!!É verdade, apesar de ter passado um adolescência com os mesmos enforcados numas botas da tropa, aos poucos aprendo o que são sapatinhos mais femininos. Tive um namorado que adorava estar a ver tv com os meus pézinhos nas mãos e massajá-los e tal...ups esta parte era para não contar, agora vejam lá se não vão à caverninha comentar esta parte. Pode não ficar bem, e há muita gente a ler (podem ficar com ciúmes) :|

3:09 da manhã  
Blogger António said...

Para "nelsonmateus":
Devo informar-te que os meus delicados calcantes são tratados com incomparável asseio.
Pensas que são como os teus? ah ah ah

Abraço

8:52 da manhã  
Blogger nelsonmateus said...

bem! respeitinho sr.antónio! respeitinho pelos mais novos se faz favor.

ps: nã sei o k se diz por aí sobre os meus pés d bigfoot mas ... é tudo mentira!

10:15 da manhã  
Blogger margusta said...

Olá António
Tens razão não existe nada melhor que sentirmos os nossos pés confortáveis.
Eu falo por mim , porque se sinto os pés apertados fico sem disposição para nada e irritada...parece que tudo me doi.
Por norma quando vou a casamentos...e tenho que levar aquelas sandálias "muito pró chique", adopto o sistema de para aí durante quinze dias antes usá-las por casa durante uma hora...os primeiros dias é uma tortura, depois vou-me habituando.
Para me sentir bem, tenho de sentir os pés confortáveis...portanto estou como tu adoro calçado já velhinho...
Beijinhos.

12:41 da tarde  
Anonymous guevara said...

:D

Olá antónio!
Belas redacções nos mandas!
Isto já parece aquele livro do Paul Auster sobre a vida do Mr. Bones.
Historias do 'não tem nada a ver e tem tudo a ver'!


bjito

1:30 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Antonio está simplesmente fantastico, sem duvida um dos teus melhores textos-simples, com humor e muito mas muita imaginação nem ao diabo lembrava escrever sobre os calos, sapatos e de beleza de pés.
por falar no "Didi" tu afinal sabes qq coisa da Biblia?!!!hem! muito bem, quem diria?fico contente.abraço

4:03 da tarde  
Anonymous Misty said...

Estás a ver aquela marca do basset hound? os sapatitos são mais confortáveis...pro carote, mas bem mais confortáveis...

4:40 da tarde  
Blogger Misty said...

...agora já tou com mais tempinho...
Parecias a versão nortenha do outro, do Orson Welles...ficavas assim: Cityzen António, o Sapato Seus Pés!

;p

Beijito

7:15 da tarde  
Blogger Leonor C.(nokinhas) said...

Meu amigo, nisso sou eu diplomada! Passei anos a sofrer com os sapatecos por causa dos joanetes, ora então! Ainda por cima,quando cheguei ao número 35, minha mºae decidiu que não havia de passar dali. Sim, porque ela também calçava o 35! Então eu tinha que me aguentar... Fui a um casamento e tiveram de me ir levar um par de sapatos já usados... A partir daí, Alto! O meu número é o 36 e acabou-se! Quanto aos joanetes... zás! cortei-os! Nem te conto... Finalmente voltou a moda dos sapatos de "tromba "(redondos)... Mas que se lixem as modas!
Desculpa este discurso...

7:44 da tarde  
Anonymous GR said...

António,

É surpreendente, admirável!
Com um tema aparentemente sem interesse ou menor importância, se faz uma crónica divertida, cativante! Uma história com final triste (!)! Mas na fábrica ECCO (passo a publicidade), os sapatos são impecáveis, logo no primeiro dia!

Cada dia que passa é uma fascinante surpresa!
Hoje estava mesmo a precisar desta crónica!
Obrigado e PARABÉNS!

Bj, GR

8:40 da tarde  
Blogger Lmatta said...

Olá Antonio
O melhor dos melhores eras andar de barbatanas :)
Gostei
Beijinhos Loucos

8:50 da tarde  
Anonymous Perfect Woman said...

António... Não?? Nunquinha??? Nunquinha mesmo??? Não acredito!!! Olha que eu acho que experimentar "coisitas" não faz mal a ninguém, eu quando posso faço de peça "unica" uns boxers... e olha até nã ficam mal de todo nã sinhor lolol jinhos prontos e como tu me ensinaste, Ajabardei again... Jinhos

8:52 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querido António

Pela descrição deves ter uns lindos pés, por isso PARABÉNS por eles.

Porque não experimentas em vez de comprares o nº39 não compras o 40? Ou não dá resultado?
Eu tenho 1,70 de altura mas tenho um pé muito pequenino, magrinho calço o nº36, mas como eu estimo muito bem os meus pezinhos, é sempre o nº37 que compro e dá resultado!

Deixei-te um recado no “Contos” agora durante algum tempo não vou estar a escrever para lá, estou na Sociedade Nacional das Belas Artes, tenho muitos trabalhos para fazer e daí não ter tempo. Mas se quiseres ir até ao “Fragmentos” eu estou lá!

Beijinhos

8:53 da tarde  
Blogger António said...

Para "GR":

Mais uma visita, mais uma caterva de elogios.
Tu deixas-me sempre babado!
E obrigado pelo conselho.

Jinhos

11:16 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Acontece mesmo como dizes...nunca o sapato é o número certo...É cada cena!! O pior mesmo é não os usar nunca depois dos ter comprado...ehehehehe beijinhos

11:33 da tarde  
Blogger pinky said...

hahahahaahaha
cada um com a sua cruz!
e que tal mudar de modelito?
há uns modernaços com sola de borracha entre sapatos e ténis...

11:35 da tarde  
Blogger Xuinha Foguetão said...

Junta-te aos amigos dos joanetes! :)
Também sofro do mesmo mal...
Ehehehehe!
E alguns sapatos só depois de muitas calcadelas e muita nivea é que conseguem suportar uns pés tão delicados!

Beijocas.

12:22 da manhã  
Anonymous Perfect Woman said...

António lolol não tenhas problema, eu passo ao lado de Custoias todos os santos dias, portanto, tou aqui pro que der e vier, tou ctg e não abro lolol afinal não posso deixar de me sentir responsável... snif...snif...snif... Resta-me a consolação que ficas mais perto de mim lololo ;-)Jinhos

1:20 da tarde  
Anonymous moonlight said...

Tens uma forma muito tua de colocar de forma agradável e humorística qualquer situação por mais prosaica que seja!!!!!! Bj

3:04 da tarde  
Blogger Malae said...

Amigo António!Aqui estou eu de volta depois de uns dias de ausência a despedir-me do ensino superior e a receber uma nova fornada de caloiros! Passei por aqui para te ler, mas foi impossivel comentar. E assim aqui estou de volta ehehehe

E que bem que sou recebida. Um texto claramente com a tua marca. daqueles que começamos a ler e nunca tiramos um sorriso da cara! Impressionante... até sobre os pés fazes um trabalho do melhor! E como eu te compreendo... sou uma menina que calça 40/41. Mas como raramente encontro 41 lá andam os meus pés que tempos a adaptarem-se aos sapatos! ISto já para não falar dos saltos... mulher sofre!

Sapatos à medida para todos era bem melhor!

O final da tua blogonovela comento no sitio certo. Tens que voltar aos comentários do post =) lolol

Beijinhos grandes e um abraço muito amigo.
MAlae***************

4:51 da tarde  
Blogger wind said...

Gargalhadas:))))) Só tu para me fazeres rir hoje;) beijos

6:05 da tarde  
Blogger Caiê said...

Amei este post, original e cheio de piada!
Calço o 35 (pois, sou de pé pequeno) e fiz ballet quase toda a vida. Então, tenho os pés muito deformados, com joanetes e muitos ossos salientes... o pé deformado da bailarina, com o peito levantado e tudo o mais... sei o que são dores nos pés e ter de os enfiar em sapatos desconfortáveis!
Abraços!

6:22 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querido António

Obrigada pela visita no "Fragmentos" Foi a primeira, espero bem que não seja a ultima!

Agradeço imenso as tuas palavras. Estou a expandir o meu conhecimentos nas Artes pois estou a tirar um curso de Desenho, então daí, que vou ficar com o tempo muito reduzido, mas não deixarei de te visitar e comentar os teus trabalhos, pois como sabes sou Fã da tua escrita!

Beijinhos

7:23 da tarde  
Blogger Ana Santos said...

Já exprimentaste mandar alarga numa forma os sapatos (no sapateiro é claro)?
Com sapato a magoar nos pés não há pessoa que resista.
Abraço,
Ana

8:21 da tarde  
Blogger Bárbara Vale-Frias said...

António querido, cada vez tens mais leitores em cada post! ;)

Bjs!

8:32 da tarde  
Blogger a sua vizinha said...

Ó meu vizinho, essa história dos sapatinhos está muito bem contada... Sabe quando é que eles ficam bons? Quando apanham uma chuvada! Veja como eu fiquei ontem!

9:29 da tarde  
Blogger Anna^ said...

Meu caro Antonio,quer dizer q pézinho 39 em si algum "defeito" teria q ter hehehhehe
E deixa q te diga q essa desdita dos joanetes n é aventura para fazeres sózinho.
Qto aos calcantes velhos são sem dúvida nenhuma os mais confortáveis.Mas já li aqui alguns conselhos recomendáveis para os pôr a magoar menos...
Parabéns pelo post :)

bjokas ":o)

9:38 da tarde  
Blogger hodiguitria said...

Mais uma vez, obrigada pelo comentário lá no blog! Nunca pensei fazer publicidade...aliás, como é que isso se faz??!! Bjs

10:01 da tarde  
Blogger Xuinha Foguetão said...

Toni,

vou abrir inscrições para os amigos dos joanetes. Que dizes? :)

12:16 da manhã  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querido António

Os verdadeiros "Taurinos" são fieis, é algo que os caracteriza. Eu sou uma "taurina PURA!

Je n'irai jamais vous abandonner...


Beijinhos

2:54 da manhã  
Blogger INFORMANIACA said...

Isso é porque tu ainda não viste os meus pés de princesa.........
hehehe

LC

9:20 da manhã  
Blogger Paula said...

HAHAHAHAHAHHAHAAH....Querido amigo...o que eu me ri e desfiz em gargalhadas com este teu texto!
É FABULOSA a forma humorística como descreves este teu problema com o calçado.
ADOREI!!!!!!!!!! Como sempre, formidável! AIIIIIIIIIIII....assim só nos deixas mais ansiosos por um dia ter uym livro teu nas nossas mãos e poder devorá-lo!
BEIJÃO desta fan e amiga do coração! É uma honra ter-te como amigo!

7:38 da tarde  
Blogger maresia said...

LINDO meu amigo!
O primeiro parágrafo é indescritivel! E todos os outros pormenores... lindo. lindo. lindo. valeu a pena esperar!

12:45 da tarde  
Blogger maresia said...

já agora, o meu irmão calça o 38 (homem???), mede quase 1m80 e pesa qualquer coisa perto dos 85 quilos... ando há 31 anos a tentar perceber como é que o gajo se aguenta de pé! Deve ser por isso que é um nabo no surf, a barbatana não lhe dá base de sustentação lol

12:46 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Isto promete. Os pés já estão despachados, salvo seja.
Agora vou passar ao andar de cima. Até já :)

8:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

E agora uma surpresa!!!tu gostas dos pés...pézinhos,sim,dos teus e...bem vistas as coisas,de pés,e eu que ainda não tinha pervcebido nada!!!!
E agora julgas que ia falar dos meus?ah!nem pensar,mas calço 37,e sou uma apreciadora de sapatos,adoro sapatos!
Essa das lojas,diz quem me conhece que sou muito rápida,decidida na compra...tenho duas marcas a que sou fiel,uma de linha desportiva e outra mais...creativa,simples,amor á primeira vista,é mesmo!
E, para que conste, não gosto de ir ao cabeleireiro mas o pézão(37 já é ão!)e a mãozinha(essa sim,luva 6,5)têm que ser compostinhas ,coisas!
Já agora vou-te dizer,os portuguese calçam muito mal...que eu reparo nos sapatos,depois das mãos...ah!desço ...já li nos comentários...ora bem!ah!ah!beijinho grande e adoro andar!
beijinho lua

2:28 da manhã  
Blogger António said...

Para "lua":
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Mas quem és tu?
Porque te escondes atrás do sol?
Deixa ver o brilho da tua luz.
Jinhos

8:54 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Olá António!
Regresso...tenho ali atrás umas calinadas escritas,fico pior que estragada,mas já lá estão!
Voltei para te dizer outra coisa(agora a sério)tenho mais defeitos do que gostaria mas ...nunca me escondo!...ah!se puder passar despercebida prefiro,isso é claro,apesar de muita gente achar que não!contas de outro rosário!!!!
Um destes dias quando andares aqui pela capital tenho um enorme prazer em te oferecer um café,como vês!!
beijinho
lua

9:45 da manhã  
Blogger heidy said...

lolololol Pois!eu gosto de calçado confortável. Onde me possa mover de um lado para o outro, sem ter de me preocupar com os uis e os ais, em ter vontade de os atirar à primeira parede. :)

11:42 da manhã  
Blogger António said...

Para "lua":
Gostas de passar despercebida?
Mas não consegues; passas é incógnita.

Quanto ao cafezinho: pode ser Buondi?
eh eh

Jinhos

1:54 da tarde  
Blogger Viuva Negra said...

Bem isto vai para qui uma dança e peras, Bom Antonio faça lá umas magias e vá até ao meu blog , ver se cabe na lampada mágica

9:22 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Qdo vieres ao Brasil procures as lojas "Dr Sholl"; os sapatos são ortopédicos, bons, confortáveis e de bom preço. Não trabalho na loja, não sou garoto propaganda mas soh compro lah prah mim e minha esposa.

8:00 da tarde  
Anonymous dorgival monroe said...

Qdo vieres ao Brasil procures as lojas "Dr Sholl"; os sapatos são ortopédicos, bons, confortáveis e de bom preço. Não trabalho na loja, não sou garoto propaganda mas soh compro lah prah mim e minha esposa.
Obs: não sou anônimo

8:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Alguém sabe me dizer quem é o delegado de vendas, para comércios, da marca Dr.Scholl no Minho, mais propriamente Melgaço?

11:51 da tarde  
Blogger António said...

Penso que só mesmo no Brasil...ih ih ih

12:22 da manhã  
Anonymous tatinha said...

nâo reclama dos pés pequenos eu n^so sei mais o qui faser tennho 1,76 de altura meu numero de sapato varia de 41,42,43 é tâo difissil encontrar alguem ai sabe aonde encontrar estes n,me ajude.

12:58 da tarde  
Blogger António said...

Pareces-me brasileira.
Queres vir a Portugal comprar sapatos grandes?
Não ficará caro?
ah ah ah

1:53 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home