Eu sou louco!

Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças! (este blog está registado sob o nº 7675/2005 na IGAC - Inspecção Geral das Actividades Culturais)

A minha fotografia
Nome:
Localização: Maia, Porto, Portugal

quarta-feira, outubro 12, 2005

Reencontro - parte I - Preâmbulo

Paulo Morais é professor de Química numa escola secundária de Matosinhos. Neste ano lectivo só tem turmas do 12º. Mas também dá aulas num colégio particular da Póvoa do Varzim. Aqui tem o 10º e o 11º anos. O tempo está, consequentemente, bastante ocupado.
Já fez 45 anos. Licenciado em Química pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, acabou a licenciatura com 23 anos e sem chumbo nenhum. Foi logo para o ensino.
Com 1,72 m e 70 kg de peso, é um tipo elegante, de cabelo forte e castanho-escuro sem cãs ou calva visíveis. Voz com um bonito timbre grave, é frequentemente assediado por colegas e outras mulheres que o acham um belo exemplar do sexo forte.
Calmo, sensato, caseiro mas não muito seguro, adora ensinar. Também ver cinema e ouvir música. Mas, actualmente, é no computador que passa a maior parte das horas vagas. Não prescinde de uns jogos de futebol na TV, nomeadamente do seu clube de sempre, o F.C. do Porto.
Os pais, ambos com 68 anos, vivem na cidade Invicta. Tem duas irmãs mais novas, ambas casadas. Uma, Teresa, com 41 anos, mora perto dos pais com o marido e um filho. A outra, Leonor, com 37, vive em Guimarães e tem três filhas.
Antes de casar teve várias namoradas e aventuras amorosas, algumas bem tórridas. Tem alguma dificuldade em resistir aos encantos do sexo oposto. Mas não lhe são conhecidos casos de flagrante infidelidade. Se alguns houveram, os únicos a saber serão provavelmente os seus dois grandes amigos: Jorge Martins e Mário Gouveia.
Frequenta um ginásio três vezes por semana, ao fim da tarde, mas falta com frequência.
Aos sábados de manhã costuma ir ao Norte Shopping tomar um café e comprar e ler o “Expresso”. Por vezes leva o filho. Outras, deixa-o ficar a dormir. Aproveita a faz algumas compras, quer pessoais quer para a casa.

É casado há 15 anos com Inês Veloso, professora do 1º ciclo do ensino básico numa escola situada em Leça da Palmeira, do lado norte do porto de Leixões. Com 42 anos, é formada pela Escola Superior de Educação do Porto. Bastante mais baixa que o marido, só tem 1,58 m de altura, pesa 52 kg, pelo que é também bastante elegante. Não é muito bonita, sobretudo quando fica com cara de poucos amigos, mas como se maquilha bastante bem e veste ainda melhor, tem uma magnífica aparência. Tem “charme”. Quando está bem disposta tem um aspecto facial muito mais interessante. Os cabelos de tamanho médio e suavemente ondulados, pintados de castanho claro com madeixas, são cuidados com enorme desvelo. É talvez o aspecto físico que mais realça da sua figura. O seu hobby principal e quasi exclusivo é a leitura.
Não tem mais nenhumas actividades além da profissional e da doméstica. Embora pudesse fazer muito pouco em casa pois tem fortuna suficiente para contratar empregadas, tem muito gosto pelas lides caseiras, nomeadamente a culinária.
Frenética, autoritária e dominadora, sem grande sentido de humor é, no entanto, eficaz em tudo o que faz. Herdou essa característica do seu pai, falecido há dez anos com apenas 57 anos de idade. E, sendo filha única, herdou também uma boa maquia que lhe propiciou ser a principal contribuinte do casal para a compra do magnífico apartamento que possuem e habitam em Leça da Palmeira, com uma soberba vista para o mar. A mãe, tendo ficado viúva aos 52 anos, casou pela segunda vez pouco depois, vivendo numa interessante vivenda na zona da Foz do Douro.
Também frequenta um ginásio três vezes por semana, mas por volta das cinco da tarde, portanto mais cedo que o cônjuge e raramente falta.
Teve somente um namoro sério, dos 22 aos 25 anos, tendo conhecido o marido no Algarve, nas férias do ano seguinte, e casado um ano depois.

O filho único do casal, Diogo, é um miúdo inteligente e traquina. No fundo, igual a muitos da mesma idade. Tem uma educação severa. Nenhum dos progenitores o deixa pôr o pé em ramo verde. Tem 13 anos e frequenta o 7º ano do básico. Ao contrário da maior parte dos jovens, entende-se muito bem com os números. E tem uma excelente memória. Magro e alto para a idade, usa o cabelo castanho bem crescido. É ainda bastante infantil e gasta demasiado tempo com jogos no seu computador, mau grado as recomendações dos pais. Só uma voz que lhe fale de modo bem autoritário o faz cumprir de imediato as determinações. Ao contrário do que seria de supor, é o pai quem tem mais sucesso nessas manifestações de autoridade.

58 Comments:

Blogger Malae said...

Caro e querido amigo António! Parece que me cabe a mim ser a primeira a comentar esta tua nova aventura literária! =)

E confesso que, mais uma vez, me cativaste! Eheheheheh Acho que vem a caminho mais uma história fantástica. Pelo menos o preâmbulo está como sempre cheio de interesse=) Nesta tua escrita tão bem dedilhada que nos permite visualisar tudo o que descreves. Confesso mesmo que imaginei o Paulo a passear pelo NorteShopping.

E agora venham novos episódios que esta família vai concerteza trazer muito que contar! Que situações nos estarás a reservar?! =)

Obrigada pela força! Prometo não esmorecer. Afinal segui o curso que sempre desejei! Só esperemos que a falta de cunhas não se revele fatal!Ou então toca a socorrer a alguns colegas já a trabalhar!

Beijocas muito grandes, amigo!
Malae*********

7:59 da tarde  
Anonymous Mocho said...

O prêambulo está bem escrito e prende a atenção; vamos ver o que se vai passar na vida de Paulo Morais; Volto para continuar a ler-te. Fica bem.

8:00 da tarde  
Blogger hodiguitria said...

hmmmmmmmm...o que virá aí?????!!!!

9:55 da tarde  
Blogger Bárbara Vale-Frias said...

Muito bem, António! Gostei :) Um estilo diferente, como eu esperava.

Traçaste o perfil da famelga ;) Vamos ver agora as aventuras em que os metes ;)

Ah, e obrigada: se a Inês mede 1,58m, pesa 55 kg e é elegante, então eu que peso menos sou meço mais também sou ;)

Bjs

10:11 da tarde  
Blogger Leonoretta said...

ok.
a caracterização de algumas personagens já cá está. e foste bem ao pormenor de incluíres parte da família.

espero o resto.

abraço da leonoreta

10:17 da tarde  
Blogger Betty Branco Martins said...

Querido António

As apresentações estão feitas. É de admirar não terem um animal de estimação? ou será que essa família não gosta de animais?

Tenho a certeza, que as cabecitas dos mais curiosos (onde eu me incluo)já se estão a questionar; o que é que o António nos vai contar!!!

O teu francês está óptimo :)

Beijinhos

11:21 da tarde  
Anonymous GR said...

António,

A construção, o estilo descritivo do texto é tão perfeita, se passar por Leça sou capaz de identificar os personagens. O preâmbulo está, magnifico! Não o digo para ser simpática. Mas quando um texto se lê com prazer e nos atrai, quando já imaginamos as personagens, quando queremos mais, então o autor conseguiu!
Hoje fecho o livro.
Até amanhã!

Bjs,
GR

(“belo exemplar do sexo forte” é uma pequenina provocação!!!)

11:23 da tarde  
Anonymous mocho said...

...Balada da chuva??? Preferia este título, mas já vem atrasado, não é? Com que então, ia-te enganando??? Na altura de criar o blog, apareceu um mocho (que ainda tenho) num pinheiro do jardim e na altura pensei: vou baptizar o meu blog com o nome de "Mocho"; Parece-me que nem existirá Mocho no feminino. É a génese da natureza a pregar partidas ao Homem :-) PIU!

11:47 da tarde  
Blogger António said...

Para "GR":
Mais uma visita, mais uma série de elogios.
Eu fico desvanecido...palavra!
Até me dava vontade de postar amanhã outra vez.
Mas não tenho capacidade de produzir mais, portanto, se conseguir fazê-lo duas vezes por semana já é muito bom!

Beijinhos

12:05 da manhã  
Anonymous mocho said...

Eu não quero estragar os teus sonhos de infância mas sou estilo mocho século XXI: não uso lunetas, não tenho vara ou ponteiro e a minha sapiência está em cd-roms, disquetes e memória RAM; Ah, e tenho a crista sempre levantada e as penas em alvoroço por isso desforro-me a linkar-te tambem. PIU!

12:20 da manhã  
Blogger pinky said...

Bela caracterização de personagens, está lá tudo para começar....espero eu que seja um começo....parece prometedor, fico a aguardar cenas dos próximos capítulos, bjs.

12:46 da manhã  
Anonymous mocho said...

Ganhaste e passaste com distinção; MoXXIo está simplesmente genial. Tu tens óptimas ideias: A genialidade virá por acréscimo à loucura???!!!

1:08 da manhã  
Blogger GNM said...

É com agrado que leio a tua nova aventura na barca da escrita...

Fico a aguardar pelo primeiro capítulo!

1 abraço!

2:25 da manhã  
Blogger pachita said...

Só vim aqui dizer que estou viva. E estou bem. Obrigada, António pela força. Desculpa o meu mau humor.

Um abraço apertado, da kida

2:51 da manhã  
Blogger lazuli said...

Está fantástico este episódio. Tens tamanha capacidade em contar histórias, que só me admiro de não ver um livro teu, publicado por algures. A certa altura perdi-me, entre o parentesco. Mas como é a "apresentação", ficamos á espera de mais e mais, e retomar-se-á o fio á meada.
Um beijo com muito carinho desta prima longinqua

2:54 da manhã  
Blogger wind said...

Grande e completa caracterização de todos:) Que família interessante:-) beijos

4:26 da manhã  
Blogger Bárbara Vale-Frias said...

Os números estão muito bem :) As mulheres é que estão sempre a dizer que estão gordas, mesmo estando elegantes ;) Por isso, ler esses números associados à palavra elegante, fez-me bem ao ego ;) Foi um elogio subtil... :)

6:42 da manhã  
Blogger Xuinha Foguetão said...

Olá Toni!

Fico à espera do desenrolar da acção...
Já estou com a pulga atrás da orelha.

Quando for ao Norteshipping vou procurar o Paulo!
:)

Beijocas.

11:20 da manhã  
Blogger Henrique Santos said...

"Petisquei" e fiquei com apetite...
Virei "almoçar", estou certo.
Parabéns, Ricky

11:49 da manhã  
Blogger Anna^ said...

Gostei muito de conhecer a famíla Morais;
Agora fico a aguardar de quem será o reencontro:dele ou dela?

bjokas ":o)

12:04 da tarde  
Blogger INFORMANIACA said...

Apresenta-me esse "menino-inseguro" e vais ver como te ajudo a escrever uma "alta" história....

Heheh

LC


P.S. - O gajo vem na lista Tel?

12:28 da tarde  
Blogger hodiguitria said...

Campanha publicitária:
amigos do António venham espreitar o blog Hodiguitria, sff! ;)

12:44 da tarde  
Anonymous Perfect Woman said...

Meu Migão António, vim muito rapidinho, deixar-te um jinho e agradecer-te as palavras que me deixaste. vi que entendeste inde elas queriam chegar.Logo volto para comentar devidamente o teu post, que pelo que vi: Promete ;-)
Mas até a minha Mocho mai linda vem visitar o meu Migo, k boooo está a formar-se um grupinho optimo, mas cuidado António que nós todas juntas somos de partir o Côcô lololo Jinhos e até logo

1:21 da tarde  
Blogger INFORMANIACA said...

Obrigada António...o tipo tem uma voz muito sensual e combinamos um jantar (para amanhã) no Don Tonho...e desde já estás convidado para o café (depois tens que te pirar logo...OBISTE? )

Beijo
LC

2:19 da tarde  
Blogger mamy said...

Quero muitas visitinhas no meu novo blog, deixo a mamy “sogadita”, e volto a ser a Tânia, que sempre fui!

Beijinhos Tânia (mamy)

2:35 da tarde  
Anonymous Mocho said...

A minha mestra Perfeita é excepcional; temos sorte em ter uma amiga como ela. Seguindo a minha rota, fui procurar uma definição de génio e encontrei uma de Fernando Pessoa, de que gosto especialmente da 1ª parte: "GÉNIO: uma espécie de degenerados (hi, hi, hi) do tipo normal, mas originais na sua acção e na sua individualidade". E há quem diga que não aprendemos todos os dias!!!PIU!

2:54 da tarde  
Blogger LetrasaoAcaso said...

Estou cada vez mais convicto, caro Antóniode que estou em presença de alguém que deveria publicar.
Um grande e fraterno abraço

6:04 da tarde  
Blogger pachita said...

Voltei mas ainda não li o post (desculpa).

Mandei-te um e-mail. Quando puderes, responde, tá?

Beijinhos

6:22 da tarde  
Blogger Paula said...

Tens um mundo na tua cabeça!
Atrevo-me a chamar-te "mente brilhante".
Fascina-me o teu poder criativo, a convicção com que que escreves e descreves os personagens por ti imaginados.
Este blog aguça o apetite de quem já é certamente teu fan. E fica atento, porque nos estás a habituar muito mal (ou bem demais) e depois iremos cobrar...hehehe
Eu já o comecei a fazer...quando te pedi: MAISSSSSSSSSSSSS.....
António, os meus sinceros parabéns pelo teu dom, fluência de português, pela forma carismática e única como escreves!
Admiro-te muito!
És uma referência para mim e agradeço muito por teres cativado a minha amizade e enriquecido o meu viver com a tua maravilhosa pessoa!
Um grande abraço!

7:46 da tarde  
Blogger Paula said...

PS - As personagens..e nao "os"..hehehe (sou uma trapalhona)

7:48 da tarde  
Blogger Leonoretta said...

ola antonio
acho que uma mulher com a altura e o peso que indicas e magra. elegante, depende das formas serem harmoniosas ou nao... mas tu deves saber disso melhor que eu, rs

abraço da leonor

9:58 da tarde  
Blogger I said...

Caro António:

Que família detestável. A nova blognovela promete! Escreva mais para eu ler!

10:45 da tarde  
Blogger margusta said...

Olá António
Adivinho que vem aí uma grande história.
Estou ansiosa pela continuidade da mesma...
Escusado será voltar a falar da facilidade com que nos consegues transportar nas tuas narrativas, ao ponto de conseguirmos imaginar tudo ao pormenor.

Fico á espera de mais...
Beijinhos amigo.

10:53 da tarde  
Blogger Bárbara Vale-Frias said...

Se lhe aumentares 4 cm... tens-me a mim! ;)

(se bem que no BI apareço com 1,65 m... a senhora que me mediu esqueceu-se de descontar os 3 cm de salto! Loooool A sério!)

Bjs (post novo no Sublimações!)

11:17 da tarde  
Anonymous Perfect Woman said...

Ora vamos lá ver... muita atenção porque isto promete... Já que está tudo com o preâmbulo na boca, e aqui a nina até nunca meteu nada dessas coisas nem na boca nem em sítios parecidos, bora lá então a comentar este tão magnifico antelóquio... Temos descrição mais que perfeita de família média alta tipicamente portuguesa, mas das famílias de berço, ok! Não é nada de nouveaux riche que andam por aí a bater continência a célebres generais que diga-se de passagem são um pedaço de mau caminho (os generais é claro)...
Não menos pedaço de mau caminho será por certo “ os 70kgs em um 1,72 m, ok, concordo é um tipo elegante, e se o seu timbre de voz é grave e então se for ligeiramente rouco... Nininho ai ai ai que a aqui a nina vai até ao Norte Shopping tomar também um cafézinho quiçá no “Storia del café” que quanto a mim é onde se beberica esse licor negro á maneira, no sábado de manha, e vai ficar á cuca, porque olhar não tira pedaço (assim diz o meu Caranguejo) e além de mais um bom espécime não se deve nunca, jamais em tempo algum, deixar de contemplar.... lololo Prontos já disse as minhas bacoradas e agora vou ficar de olho esperando o próximo capitulo, porque tal como eu disse, isto promete...
António não páras de me surpreender... jinhos ternos...

11:38 da tarde  
Blogger Caiê said...

Hum, este casalinho é muito composto... muito elegantes, bem-parecidos, vão ao ginásio, têm dinheiro, um filhote inteligente, ela cozinha e lê, ele vive uma rotina politicamente correcta... estão a pedi-las, António, estão a pedi-las!!! Dá-lhes um abanão, porque eles parece que vivem desinteressadamente a mecânica do dia-a-dia compostinho de verniz! Dá-lhes com força! eh eh eh! :)

1:55 da manhã  
Blogger I said...

Olá Antonio : Ainda não deu grandes sinais disso??????Caramba...isto promete!

9:48 da manhã  
Blogger maresia said...

com 45 anos é capaz de ser ainda dos licenciados em Fisico-Química, não? Como a minha querida Mãe, na mesma faculdade uns anos antes... uns valentes anos antes... mas ninguém diria!

12:43 da tarde  
Blogger I said...

2015? hummm...vai ser atribuído a um turco, vais ver!

12:58 da tarde  
Blogger maresia said...

mister, não é brejeirada, é peixeirada lol

2:07 da tarde  
Blogger I said...

..entendo...(croff...tosse).Vais escrever a minha biografia.

2:10 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Antonio para começar neste primeiro texto, mostras a tua grande capacidade em descrever a cena onde se irá desenvolver a peça, pareces Eça de Queirós nos "maias".
fico como o restante do teu publico a aguardar o proximo capitulo.
um jinho e vai ao meu cantinho que escrevi prosa.

5:00 da tarde  
Blogger António said...

Para "Ana Maria":
Obrigado pela visita.
Já fui às tuas catacumbas ler e comentar a tua prosa.
Jinhos

5:04 da tarde  
Blogger © Piedade Araújo Sol said...

Não é que li isto de um trago(hum mas foi assim mesmo, enquanto nao acabei,uiui foi de um folego só)e gostei!!!!!!!!

8:27 da tarde  
Blogger Mitsou said...

Olá! Mais uma novela. E com todos os pormenores. Gostei, António.
Claro que virei ler os próximos capítulos mas, com um escritor prolífero como tu, arrisco-me a chegar cá e ter uns quantos para ler :)))
Beijocas e bom fim de semana, amigo.

8:53 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Estou à espera do resto...beijos e bom fim de semana

8:55 da tarde  
Blogger A.na said...

Pessoas como nós...
...e cenas dos
proximos capitulos!
Espero então...
Abraço
António.

12:08 da manhã  
Blogger margusta said...

António
Não é Deusa....é anja...anja do mar...ihih.
Beijinhos e bom fim de semana.

12:32 da manhã  
Blogger Amante da Poesia said...

Olá

Gostava de te convidar a conheceres o meu blog.

É um tributo aos poetas lusófonos.

Espero lá por ti.

1:48 da manhã  
Blogger heidy said...

Cá tou... ufa! Arranjei um tempinho para te ler como deve ser. Como mereces. Estou curiosa, gostei do preâmbulo, agora vamos ver como a história vai evoluir. :)

besos

11:35 da manhã  
Blogger Poesia Portuguesa said...

A primeira página está lida... anseio pelo resto.

Um abraço e bom fim de semana :)

3:33 da tarde  
Anonymous Menina_marota said...

Tu não me digas que é aquele cavalheiro que me pediu o suplemento do "Expresso" hoje de manhã, no Norte Shopping e o devolveu todo sublinhado!!! eheheh

Vou aguardar o desenrolar dos acontecimento...

Tem um fim de semana sereno

;)

3:38 da tarde  
Blogger Su said...

gostei de ler
a familia já me foi apresentada
voltarei para o proximo episodio
jocas maradas

4:10 da tarde  
Blogger heloisa said...

OLA' ANTONIO*,
Passo para Ler Sua bela PROSA e Lhe deixar um ABRACO!
Nao adianto muito mais, porque meus pobres "comentarios", seriam MESMO POBRES, ja' que as minhas"letras", tiraram ferias!!! E, Sua Criatividade nao aumenta nem diminui, com minhas "observacoes" e, ou, elogios!!!!
VOLTAREI, NA CERTA, mesmo na incerteza da hora!!!!!
FIQUE EM PAZ E SAUDE e, MUITA ALEGRIA!!!
Heloisa B.P.
****************

6:59 da tarde  
Anonymous Menina_marota said...

Terá sido um "truque" dele ou, o "Expresso" estaria esgotado? eheh

;)

9:37 da tarde  
Blogger Ana Maria said...

Antonio obrigada pelo elogioso comentário nas minhas catacumbas.
um jinho

11:07 da manhã  
Blogger Zica Cabral said...

eu ía jurar que os teus personagens são todos reais por ser tãoperfeita e pormenorizada a construção dos seus perfis. Como só hoje descobri o teu espaço vou já para o capitulo seguinte sem ter que sofrer as espera dos que chegaram mais cedo..............ó pra mim tão sortuda!!!!!!!!!
Beijinhos e ja ca venho outra vez.
Zica

8:00 da manhã  
Blogger maresia said...

isso que está aí entre () na descrição do teu espaço aplica-se a fazer-te referência na Onda? se sim, vai lá rápido avisar-me, ok?

+++
(não, não é erro, aprendi que *** eram beijos, pois então +++ são mais beijos! ehehe... mania esta de complicar)

ah! queres saber se li?!

10:59 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home