Eu sou louco!

Irreverência, humor, criatividade, non-sense, ousadia, experimentalismo. Mas tudo pode aparecer aqui. E as coisas sérias também. O futuro dirá se valeu a pena...ou melhor seria ter estado quietinho, preso por uma camisa de forças! (este blog está registado sob o nº 7675/2005 na IGAC - Inspecção Geral das Actividades Culturais)

A minha fotografia
Nome:
Localização: Maia, Porto, Portugal

terça-feira, dezembro 05, 2006

The making of...Uma família burguesa

A exemplo do que aconteceu quando terminei a publicação on-line de “O viúvo”, achei interessante divulgar o conteúdo do ficheiro Word onde, antes de começar a escrita de “Uma família burguesa”, fiz a preparação do trabalho.
Como devem calcular, os elementos iniciais foram sucessivamente modificados e ampliados pois não havia, no princípio, uma história completamente definida.
Só tracei algumas linhas gerais para a trama, sendo esta progressivamente preenchida conforme a escrita avançava.
O conteúdo que vos apresento no final deste texto introdutório é, portanto, a versão final da que foi elaborada mais de dois meses antes.
Lendo este preâmbulo e dando uma olhadela pelo anexo, e digo isto porque seria muito fastidioso lê-lo todo, penso que fica claro para o leitor qual o método criativo por mim utilizado.
Podem reparar no enorme detalhe com que defini as personagens. Fi-lo com o propósito de, mais tarde, se fosse preciso usar algumas das suas particularidades, essa compilação já estivesse feita de forma a não haver incongruências.
Quero aqui agradecer publicamente a ajuda dada pela Manela, pela Teresa, pela Lurdes e pelo João no meu esclarecimento sobre assuntos que não dominava suficientemente e com o objectivo de que a narrativa fosse o mais realista, correcta e coerente possível.
Finalmente, gostaria de referir que hoje, com o trabalho concluído, provavelmente ter-lhe ía dado outro título: porque não...“Segredos”?

Apresento de seguida o conteúdo final do ficheiro que referi.


AS PERSONAGENS

António José da Costa Lima (Tó Zé) (o pai)

O pai, nascido a 21 JAN 48 (58 anos), 1,72 m de altura, 75 kg de peso, cabelos quasi todos brancos (outrora castanhos), já bastante raros no topo da cabeça e cortados curtos.
Engenheiro Electrotécnico de profissão, ocupa uma posição de director de Departamento que lhe permite auferir um bom rendimento. A empresa fica junto à Via Norte (Matosinhos).
Vive no Porto, na zona das Antas, numa vivenda sita numa rua perto da Av. dos Combatentes, na companhia da mulher, da sogra, da filha Ana Maria, divorciada e da neta.
Tem um Toyota Corolla e um carro da empresa (Ford Mondeo)
Portista.
Costuma andar a pé o mais que pode e muitas vezes à noite sai como um vizinho médico, da mesma idade, com quem estudou no liceu: o Armando João Cerqueira Borges.
Segundo filho do engenheiro civil José António Correia de Lima (1917 -1995) (que, portanto, faleceu com 78 anos com ataque cardíaco) e de Maria Arminda Soares da Costa (1923 -1999) (que faleceu aos 76 anos de cancro do pulmão), doméstica, que mandaram fazer a casa das Antas no início dos anos 50, hoje bastante modificada (modificação feita em 2000 / 2001).
A casa ficou, por herança, para o Tó Zé.
Tem um irmão mais velho, nascido em 1946, Jorge Alberto da Costa Lima, engenheiro em Lisboa e um mais novo, nascido em 1950, Miguel Fernando da Costa Lima, advogado também em Lisboa.
Tem uma relação com a sua secretária Teresa desde 2002.

Maria Helena Marques Pinho (a mãe)

A mãe, nascida a 31 MAI 48 (58 anos), 1,62 m de altura, 60 kg de peso, cabelos outrora castanho claros, agora brancos mas pintados de claro com madeixas aloiradas; são relativamente curtos.
Licenciada em História, é professora no Alexandre Herculano.
Casou com António José em OUT 69, sendo ambos ainda estudantes, pois ficou grávida em Agosto
Tem um Ford Fiesta.
Filha de Joaquim da Silva Pinho (1924 –1989), contabilista, faleceu de cancro na próstata, e de Maria da Conceição Carreira Marques que vive com a filha.
Tinha uma irmã, Maria Margarida Marques Pinho, que foi para o Brasil e lá morreu em 2004.

Ricardo Jorge Pinho da Costa Lima (o 1º filho)

O filho, nascido a 02 MAI 70 (36 anos), 1,78 m de altura, 75 kg de peso, cabelos castanhos.
Formado, como o pai, em Engenharia Electrotécnica, mas em electrónica e não correntes fortes.
Trabalha numa empresa de informática da qual é sócio juntamente com Mário Jorge Silveira Gomes.
A empresa (Rimafor) foi fundada em 2003, ano em que casou com Bárbara com quem já tinha uma relação de vários anos.
Além de Fernanda Mota e Elias Santos, admitidos em 2003, em 2006 a empresa meteu mais uma engenheira informática estagiária, Mónica Campos, e um técnico, Raul Parente.
Casou com Bárbara em 08 DEZ 03 (com 32 anos) e tem um filho nascido em 10 OUT 04 (2 anos) chamado João Paulo Mendes da Costa Lima (Jocas).
Vive na Maia.
Tem um Honda Accord.
Tem como colaboradora Fernanda, irmã de Teresa, secretária e amante do pai.

Ana Maria Pinho da Costa Lima (a 1ª filha)

A filha mais velha, nascida a 18 SET 71 (35 anos), 1,65 m de altura, 56 kg de peso, cabelos castanhos mas pintados de loiro, tapando somente o pescoço, casou em 12 FEV 90 (tendo 18 anos) com Francisco mas divorciou-se em 21 MAR 95 (23 anos) após 5 anos de casamento.
Secretária de profissão trabalha numa empresa privada na Boavista, Porto.
Vive com a filha Maria Cláudia de Lima Neves Torres, nascida a 24 ABR 92 (14 anos) na casa dos pais. Esta frequenta o 9º ano na Aurélia de Sousa.
Tem um Renault Clio.
Desde o divórcio tem tido várias relações mais ou menos passageiras. De momento não tem nenhuma estabilizada.
Tem uma paixão secreta por Manuel António, o cunhado.

Joana Isabel Pinho da Costa Lima (a 2ª filha)

A filha mais nova, nascida a 02 JAN 74 (32 anos), 1,66 m de altura, 62 kg de peso, cabelos castanhos, quasi negros, longos e ondulados, a mais morena, e com um ar hispânico, casou em 29 AGO 99 (25 anos) com Manuel António. Não tem filhos. Um problema que a afecta, inibe-a de poder gerar filhos. Pensam numa adopção.
Professora de Filosofia no secundário.
Tem um Volkswagen Golf.
Vive em Leça da Palmeira.
Dá aulas em Penafiel.

Bárbara Correia Mendes (a nora)

A mulher de Ricardo, nascida a 20 AGO 73 (33 anos), 1,70 m de altura, 65 kg de peso, loira natural com cabelos abaixo do pescoço e lisos, olhos azuis, com um ar de mulher da Europa central, casou com Ricardo em 08 DEZ 03 (com 29 anos) e tem um filho nascido em 10 OUT 04 (2 anos) chamado João Paulo Mendes da Costa Lima (Jocas).
Educadora de infância, é proprietária de um infantário na Maia, onde vive.
Tem um Peugeot 206.
Filha de Luís da Fonseca Mendes (1954 – 52 anos) e de Raquel Martins Correia (1956 – 50 anos), ambos bancários reformados.
Procurou ter uma relação com um antigo namorado: Mário Jorge Silveira Gomes, engenheiro informático e sócio do seu marido Ricardo. No entanto foi mal sucedida.
Só eles sabem que foram namorados pois tal aconteceu quando se conheceram na praia eram muito jovens (1990), tinha ela 17 anos e ele 18. Foi uma relação muito curta mas intensa.

Francisco Moreira das Neves Torres (o ex-genro)

O ex-marido de Ana Maria, nascido a 06 FEV 70 (36 anos), 1,82 m de altura, 95 kg de peso, cabelo preto e ondulado, casou a 12 FEV 90 (20 anos) com Ana Maria, de quem tem a filha Maria Cláudia de Lima Neves Torres, mas divorciou-se em 21 MAR 95 (25 anos), após 5 anos de casamento.
Proprietário de um stand de venda de automóveis, no Porto, com mais 3 sócios.
Dinis Azevedo, 35%; Francisco, 30%; José Moreira, 25% e Joaquim Moniz, 10%.
Em Agosto, José Moreira compra 15% a Francisco ficando como maioritário:
José Moreira, 40%; Dinis Azevedo, 35%; Francisco Torres, 15% e Joaquim Moniz, 10%.
Tem um Renault Mégane.
Casou de novo com Marina de Castro Pimenta, nascida a 12 SET 75 (31 anos) e vive no Porto (na Baixa). Divorciou-se por cauda dela quando a então empregada tinha 19 anos. Tiveram um filho em 06 JAN 98 (8 anos): Marco António Pimenta Torres.
O irmão desta, Alexandre de Castro Pimenta (Alex), nascido a 02 JAN 70 (36 anos) tem um papel importante. Provém de uma família humilde. Tem procurado conquistar Ana Maria, sem sucesso.

Manuel António dos Santos e Sousa Félix (o genro)

O marido de Joana, nascido a 02 OUT 60 (46 anos), 1,67 m de altura, 70 kg de peso, moreno, cabelos grisalhos, olhos azuis e um belo sorriso, o tipo que agrada às balzaquianas (e não só) casou em 29 AGO 99 (38 anos) com Joana que fora sua aluna no curso de Filosofia. Não tem filhos. E não é favorável à adopção
Professor universitário no curso de Filosofia.
Vive em Leça da Palmeira.
Tem um Ford Focus.

Maria da Conceição Carreira Marques (a sogra)

A mãe da Maria Helena nasceu em Vila Real em 23 ABR 25 (81 anos) e é viúva do comerciante Joaquim da Silva Pinho, que nasceu em Amarante em 1924 e faleceu em 1999 (com 75 anos). Foi sempre doméstica.
Teve duas filhas: Maria Helena e Maria Margarida (falecida em 2004, no Brasil, com 53 anos).
Tem boa saúde, apesar do reumatismo e artroses, dolorosos.

Aldina da Cruz Silva (Dina) (empregada interna)

A empregada permanente, nascida a 13 MAR 55 (51 anos), 1,53 m / 60 kg, trabalha para a família desde 1973 (tinha 18 anos e veio da zona do Marão directamente para serviçal).

Maria de Fátima Oliveira Silva (empregada externa)

A empregada (1,60 m / 57 kg) que vai todas as manhãs dos dias de semana, das 09:00 às 12.00 ajudar em vários afazeres domésticos. Obedece à Aldina.
27 anos, casada.
Vive em Contumil, Porto.

Teresa de Sousa Mota (secretária de António José Lima)

Nascida em 21 FEV 76 (30 anos), 1,63 m / 59 kg, é secretária do chefe da família desde 2000 (tinha 24 anos), tendo começado uma relação com o Costa Lima em 2002, quando as obras da casa motivaram alguma confusão.
Casada desde 10 DEZ 97 (21 anos) com Alberto Lopes Martins, nascido a 12 OUT 70 (36 anos), vendedor, tem uma filha, Mariana, nascida em 20 MAR 99 (7 anos).
Tem os encontros íntimos à hora de almoço.
Mestiça, mais escura que a irmã Fernanda.
Vive na Senhora da Hora, Matosinhos.
Tem um Volkswagen Polo

Fernanda de Sousa Mota (colaboradora de Ricardo e irmã de Teresa)

Nascida em 12 JUL 80 (26 anos), trabalha na empresa de Ricardo e Mário Jorge desde a fundação (em 2003 – tinha 23 anos)) pois tem formação em informática.
Mestiça cabrita como a irmã, mas com corpo escultural, alta e mais bonita que a irmã (1,70 m / 60 kg).
Vive com a mãe, mulata, na Maia.
O pai, branco, fugiu de casa com as filhas adolescentes.
Tem um Renault Clio.
Anda muito com um amigo, Pedro Luís Mesquita Alves, com quem tem contactos íntimos mas pouco frequentes.

Os amiguinhos de Maria Cláudia (filha de Ana Maria)

Da escola: Miguel
Sara
Andreia
Filipe
Gonçalo
Judite

Da vizinhança: João (neto do Armando Borges)
Paula
Leonor
Ilídio

Marina de Castro Pimenta (a mulher de Francisco)

Nascida a 12 SET 75 (31 anos), começou a viver com Francisco aos 19 anos.
1,58 m de altura, 55 kg de peso, cara redonda e muito bonita com uns olhos verdes, enormes, a sobressaírem; mantém quasi inalterado o encanto de teenager.
Trabalha com o marido, Francisco, no stand de automóveis.
Foi trabalhar para o stand em 1993 com 17 anos.
Pai desconhecido.
Tem um Volkswagen Polo.

Alexandre de Castro Pimenta (Alex) (irmão de Marina)

Nascido a 02 JAN 70 (36 anos), 1,77 m de altura, 77 kg de peso, cabelo muito curto para disfarçar a já notória calva.
Sócio minoritário de um bar nocturno na zona histórica do Porto onde vive com a mãe, Maria Amélia de Castro Pimenta (54 anos).
Pai desconhecido.
Tem um Renault Clio.

Mário Jorge Silveira Gomes (sócio de Ricardo)

Nascido a 30 JUL 72 (34 anos), 1,82 m de altura, 74 kg de peso, cabelo longo e liso, preto, mas de tez clara, olhos muito negros, voz cava, uma verdadeira estampa.
Solteiro, mas com muita facilidade em arranjar namoradas que aguenta durante pouco tempo.
Engenheiro informático.
Vive no Porto, na Arca d’Água.
Tem um Honda Civic.
Vai evitar ter um caso com a mulher do sócio, Bárbara.

Armando João Cerqueira Borges (vizinho e amigo)

Nascido a 27 MAR 48 (58 anos), 1, 75 m de altura e 80 kg de peso, com ar hispânico (os Borges era de ascendência espanhola), ainda com bastante cabelo cor de prata, médico cardiologista, casado com Inês Leite de Castro, nascida a 27 AGO 51 (55 anos), médica pediatra, 1,57 / 50 kg, franzina mas com muita energia. Cabelo branco mas pintado com uma cor castanho acobreada que não lhe ficava muito bem com a pele morena, olhos castanhos. Casaram em 30 MAR 74 (ele com 26 anos e ela com 22)
Tem um filho, José Manuel de Castro Cerqueira Borges, nascido a 17 JUN 75 (31 anos), médico no IPO, moreno, 1,80 / 77, cabelos e olhos negros, casado com Dora Maria de Morais Sampaio, nascida a 22 SET 72 (34 anos), 1,64 m / 68 kg, cabelos liso castanhos e muito curtos e olhos da mesma cor, professora de Matemática, e um filho, João Manuel Sampaio Borges, nascido a 12 JUN 99 (7 anos).
Casaram a 10 JAN 98 (ele com 22, ela com 25).
Ele tem um Renault Laguna e ela um Ford Focus.

Sónia Filipa Soares Silva (cabeleireira no “coiffeur” de Ana Maria e Cláudia)

Nascida a 30 de Agosto de 1984 (22 anos), morena, cabelo negro muito curto, boca grande com lábios grossos, belos dentes, 1,60 m e 63 kg, não esconde alguns genes africanos.

A CASA

Foi construída pelos pais do Tó Zé no início dos anos 50.
Depois da modificação profunda efectuada, parte em 2000, mas sobretudo em 2001, após o falecimento da mãe:
pequeno jardim frontal e lateral esquerdo, passagem de viaturas na lateral direita, terraço nas traseiras e todo o fundo ocupado por garagem para 4 carros.
1º piso – Entrada, grande sala com passagem para escritório, copa, casa de banho; e ainda lavandaria, outra casa de banho e arrumos.
2º piso – Quatro quartos, sendo dois com casa de banho privativa o do casal Costa Lima e o de Ana Maria), mais dois quartos (um de Cláudia e outro da avó) e uma casa de banho.
Cave – Sala de estar, garrafeira, arrumos e sala de bilhar, além de um quarto (da empregada Aldina) e de uma casa de banho.

A HISTÓRIA

1) Descrição muito sucinta da família e localização e história da casa. Caracterização do Tó Zé e da Lena.
2) Caracterização dos filhos e consortes. Conversa do casal sobre a Ana Maria. Armando Borges chega à casa.
3) Caracterização da família Borges, os vizinhos. Caminhada do Tó Zé e do Armando.
4) Passado: 1995 – Separação de Ana Maria e Francisco. O papel de Maria e Alex.
5) Passado: 2000 e 2002 – A relação Tó Zé / Teresa (a secretária).
6) Passado: 2003 – A contratação de Fernanda por Ricardo.
7) Ricardo e Bárbara visitam a casa de Costa Lima.
8) Bárbara e Mário Jorge encontram-se no café. Descrição de Mário.
9) Visita de Joana e Manuel António a casa dos Costa Lima. Ana Maria nota frieza no casal e conversa muito com o cunhado.
10) Bárbara bate no carro de Mário e magoa-o no braço. Leva-o ao hospital e passa a ir todos os dias à empresa Rimafor para ver as melhorias. Mário recusa uma relação com Bárbara.
11) Fernanda aproveita e vai ajudar muito o Mário.
12) Lena telefona à filha Joana para saber como vai o casamento.
13) Lena conversa com Ana Maria sobre as divergências no casal quanto à adopção.
14) No dia seguinte ao acidente, ao fim do dia, Fernanda leva Mário para casa dele e começa a cuidar do patrão. Mantém um hábil afastamento com o objectivo de fazer com que ele goste dela por muito mais do que pelo corpo e por sexo.
Acabam por estabelecer um relacionamento e ela instalasse em casa dele.
15) Ana Maria vai a Leça a casa de Joana e Manuel António. Vai começar a ser visita assídua.
16) Ana Maria marca um encontro com o Manel e propõe-lhe terem um filho que seria criado por ele e pela Joana. Assim os riscos da adopção seriam menores. Este fica de lhe dar uma resposta em 2 dias.
17) O stand de Francisco começa a dar menos lucro. Marina conversa com ele e sugere que venda parte das cotas da sociedade e com esse dinheiro da venda se torne sócio maioritário do bar onde trabalha Alex. Francisco aceita, vende parte da cota e compra parte do bar Borda d’água (do qual Alex tinha 5%, Renato Delgado 55% e Gilberto Silva 40%). Compra 50% de Renato mais 5% para o Alex. O negócio é fechado em Setembro de 2006, depois do negócio do stand, em Agosto
O bar tem uma empregada de 55 anos que faz as limpezas e prepara alguns petiscos, a D. Alzira Sousa. É relativamente alta e magra e o pouco dinheiro de que aufere não lhe permite esconder as cãs, já abundantes.
Alex convence Marina, e muito facilmente o Chico a contratarem umas meninas para acompanhar os clientes do bar.
18) Dois dias após o encontro secreto, Manel telefona a Ana Maria para terem um novo encontro. Ficou combinado para uma semana depois do primeiro, no mesmo local e à mesma hora. Ajustam pormenores. Tem o 1º encontro.
19) Vem as respostas aos anúncios: 28. Mas depois de seleccionadas, ficam só 10.
Começam as entrevistas. No final ficam 4 (Uma cabeleireira – Sónia (Vanessa, 22 anos), uma balconista – Ana Rosa (Andreia, 25 anos) e duas desempregadas – Fátima (Cátia, 24 anos), Lurdes (mantém o nome verdadeiro, 21 anos).
Uma das aceites, Sónia, é cabeleireira no estabelecimento frequentado por Ana Maria e Cláudia.
20) O 2º encontro de Manuel António e Ana Maria. Ana Maria procura dar o máximo de prazer ao cunhado. Ela está na ovulação.
21) Sónia (Vanessa) inicia uma relação com Alex. Passado algum tempo, vê Cláudia a almoçar com o pai, o Francisco do bar.
Pensa em fazer chantagem com o Francisco, ameaçando-o de contar o que se passa no bar, à filha ou à mulher; conta a Alex mas este proíbe-a de o fazer, zanga-se, abandona-a e despede-a. Depois conta o sucedido ao Chico. Passados uns dias aparece um cliente novo a perguntar por meninas para sair. Chico, prudente, diz que aquilo não é um a casa de meninas. O cliente aprece mais vezes e eles suspeitam que a casa está sob vigilância devido a uma queixa da Sónia, despeitada. Mas depois deixou de aparecer.
22) Na 2ª quinzena de Outubro Lena descobre um caroço na mama esquerda. Fala de imediato com o Armando que lhe marca uma consulta no IPO. Resultado. Cancro da mama, embora em estado embrionário. Precisa de fazer mastectomia parcial. Depois faz quimioterapia durante seis meses.
23) O marido de Teresa sai de casa por causa de outra mulher e ela pretende que Tó Zé lhe dê mais atenção.
O engenheiro diz que não pode deixar de apoiar a sua mulher naquele momento difícil. Teresa conforma-se.
24) Ana Maria não tem menstruação no final de Outubro. Em meados de Novembro vai fazer um exame que confirma a gravidez. Diz que está grávida ao Manel, mas combinam que os encontros continuam. Devido ao estado da mãe decide aguardar algum tempo (até a mãe acabar a quimio) até dizer que está grávida ao resto da família.
25) Mário e Fernanda, em finais de Novembro, anunciam que vão casar e que ela está grávida
26) Lena termina a quimio em Fevereiro e os resultados são francamente animadores.
27) Ana Maria, já sabendo que tem um rapaz (Manuel José) no ventre e com 4 meses de gravidez, revela finalmente o seu estado à família. Diz que não diz quem é o pai porque não quer nada com ele. Antes diz à mãe e esta ao pai. Cláudia não reage bem a princípio mas a intervenção inteligente dos outros acabam por a fazer aceitar. A avó São tem um papel fundamental.
Passou um ano (Setembro de 2007)
28) Bárbara engravida de novo.
29) Fernanda e Ana Maria dão à luz. Ana Maria decide dar o filho em adopção a Manuel António e Joana, mas mantém a relação com o pai da criança.
30) Sónia aparece morta no rio Douro. Apesar de Alex ter sido interrogado, nada de substancial havia contra ele. Passado cerca de um mês é detido e preso o presumível assassino.
31) Embora já curada, Lena resolve revelar a Armando o seu segredo: Joana é filha dele. Conversam sobre se Joana deverá ou não saber a verdade. Como ela não tem filhos, decidem que é melhor não lhe dizer nada nem a mais ninguém.

LOCALIZAÇÕES

No Porto – A casa com Tó Zé, Helena e a mãe, Ana Maria e a filha e Dina
Mário Jorge
Francisco / Marina
Alex e mãe
Empresa onde trabalha Ana Maria
Stand de automóveis
Fátima
Bar onde trabalha Alex

Na Maia – Ricardo / Bárbara / Jocas
Fernanda e a mãe
Empresa de informática de Ricardo e Mário Jorge
Infantário de Bárbara

Em Matosinhos – Joana / Manuel António
Teresa e marido

22 Comments:

Blogger Fatyly said...

Já acompanhei ao longo da minha vida alguns escritores como mera admiradora/leitora e nunca como analista, bem como a sua compilação documentada a que eu chamava ingredientes, até ao produto final:):):):) Por vezes diziam-me lê lá isto e eu lia e dizia apenas gosto ou não gosto e se mudasses isto?!

Sinceramente e com toda a minha honestidade (digo sempre o que sinto sem rodeios)gostei muito desta tua obra, a que eu chamaria "cumplicidades ou a teia de sentimentos comuns"!

Segredos...para mim não seria tão apelativo a não ser que tivesse uma sinopse magnífica!

Oxalá que consigas a sua publicação e peço-te encarecidamente: acredita mais em ti e vai em frente!

Obrigado por este momento de leitura onde mostras o enorme trabalho que está por detrás de um livro quando o pegamos numa livraria qualquer!

Beijos e parabéns!

11:03 da tarde  
Blogger Peter said...

Acredita que acompanhei sempre com interesse os teus textos e agora, depois desta descrição exaustiva do teu trabalho, ao interesse juntou-se a admiração.

10:29 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Minuciosamente criado e trabalhado por ti. Beijinhos.

10:53 da manhã  
Blogger Menina_marota said...

Um trabalho digno de ser compilado e exibido publicamente!
Parabéns pelo teu intenso, produtivo e fascinante trabalho.

Deixo um abraço e continuação de boa semana ;)

11:28 da manhã  
Anonymous Lurdes said...

António
Tenho estado oculta mas atenta! Não posso deixar de dizer que foi um prazer colaborar contigo no esclarecimento de algumas situações que dominavas menos bem e que, com o teu rigor, te preocupaste em esmiuçar!
Um beijinho da amiga sempre disponível,

12:55 da tarde  
Blogger António said...

Olá, Lurdes!
Eu sei que estás nos Serviços Secretos.
Mas viste como as tuas informações foram utilizadas a preceito?
Obrigado!

Beijinhos

2:19 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Impecável o trabalho prévio.
Não sei nada de edições, mas não achas que podrias fazer um livro um pouco maior e juntar mais do que um? Sei que as editoras têm algum problema com livros pequenos.
Beijinhos.

2:22 da tarde  
Anonymous GR said...

Nada se faz ao acaso, muito menos com sorte!
Este brilhante trabalho literário foi à custa de muito trabalho, disciplina, neste caso, também o teu dom de escritor, a imaginação!
Considerando que este texto para livro seria pequeno, porque não juntar as tuas admiráveis crónicas, terminando o livro com “Uma família Burguesa”?
Não que esteja a ver a quantidade = qualidade, nada disso.
Sei isso sim, como tenho afirmado desde sempre, para além de seres lido por largas centenas de leitores, deverás ser lido e conhecido com o escritor que és, pelo número real, MUITOS, IMENSOS LEITORES!
Já faltou mais para o escritor se revelar, agora em papel!
Irei com uma caneta de tinta permanente azul pedir o autógrafo!
Gostei de ver esta “radiografia”, trabalho minucioso, alguns pormenores não divulgados no livro, muitíssimo interessante!
Estou muito orgulhosa pelo teu trabalho!
Muito Parabéns e continuação de bons textos,

Um forte beijo,

GR

4:18 da tarde  
Anonymous Teresa said...

caro louco, ups! antónio,
que trabalho louco! nunca acompanhei um escritor e não tinha noção de todo o trabalho que está por trás. que tudo corra bem para futuros passos!
beijinho.

8:54 da tarde  
Blogger António said...

Para "GR":
Obrigado pelo teu comentário.
Os pormenores não revelados no texto não interessam nada. O que conta é o que lá está. O resto, o que agora dei à estampa, não é mais que uma cábula.
Este ano não vou pensar em abordar editores.
Para o ano logo se verá!
Mas tenho essa intenção...

Beijinhos

10:52 da tarde  
Blogger maresia said...

c'a ganda pachorra a tua...

2:02 da manhã  
Blogger Leonoretta said...

olá antonio.
enfim... um trabalhão daqueles. mas quem corre por gosto não se cansa e escrever e fazer isto é muito mas muito giro e gratificante mais quq não seja para aquele que está entretido neste tipo de trabalho ou lazer.

abraço da leonoreta

8:55 da manhã  
Blogger Rosa Silvestre said...

Que trabalhão António, mas como diz o poeta "quem corre por gosto não cansa"! Parabéns!bjinhos.

11:22 da manhã  
Blogger Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras said...

Genial!

Que loucura!

Beijinhos e bom fim de semana

2:35 da tarde  
Blogger Heloisa B.P said...

MEU BOM AMIGO*,
como me sinto envergonhada e EM FALTA por nao ter estado, como sempre estive, presente a cada novo Episodio de Sua SAGA_Ou melhor da BURGUESA FAMILIA_!!!
Mas, nao estou BEM, nao meu caro AMIGO!

Mas TUDO LEREI desde O INICIO!_TUDO LEREI, PODE CRER!!!!!
MEU ABRACO e, EXELENTE FERIADO!
Sua AMIGA e... Admiradora,
Heloisa
*********

5:36 da tarde  
Blogger tb said...

Meu querido amigo,
Por isso escrever é além de inspiração, muito trabalho. Se alguém tivesse dúvida com este teu post ficava sem ela.
Parabéns!
Sobre editar já conheces a minha opinião.
Beijinhos e continuação de excelente fds

7:10 da tarde  
Blogger Leonoretta said...

pois. ´finalmente lá baptizei o post.

abraço da leonoretta

8:35 da tarde  
Anonymous JMC said...

António,

Belo trabalho preparatório, para a produção desta 'Familia burguesa'.
Está todo o esquema montado de forma a que não exista qualquer falha descritiva ou temporal, fantastico.

JMC

1:40 da tarde  
Blogger António said...

Para "JMC":
Obrigado pelo comentário.
Este é o meu método.
Não faço ideia sobre o que fazem os outros.

Um abraço

1:53 da tarde  
Blogger wind said...

Programado ao milímetro:)
beijos

4:52 da tarde  
Blogger Papoila said...

António
O que escreves tem um trabalho profundo por detrás. PARABÉNS
Beijo

10:15 da manhã  
Blogger Ana Maria said...

fantástico! não li tudo! não foi preciso para constactar que à método na narrativa.
parabéns é um prazer conhecer-te.

2:52 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home